sábado, 15 de fevereiro de 2014

SIAMESAS DESARTICULADAS


isto está bravo
para este lado
o lado da emoção

saiu à rua, pôs-se a arejar
armada em boa
fechou-se em casa, tipo amuada
deitou-se à estrada, destrambelhada
voltou a casa, muito atinada
chamou a outra, toma lá conta, dá-me um descanso
que me canso, nestas andanças

e a outra, ora, já te conheço, já me conheces
não me intrometo, já lá vai tempo

ok., está bem, mas não me lembro

pudera, estavas fugida, por essa altura

fugida? afugentada, dominada, crucificada

poderá ser
e eu com isso?
raio de coisa, parece sina
nascemos juntas, juntas crescemos
floresci, bem convencida, nem que existias sabia

mas irrompi,quase dei cabo de ti, remember?

é bem verdade, lá nisso acertas
então porque me despertas, chamas por mim
gritas ajuda e esquecimento?

é bem verdade, lá nisso acertas, mas o que queres
estamos juntas, condenadas, atadas, geminadas

isto está bravo
para este lado
o lado da razão

saiu à rua, bem açaimada
voltou para casa, arreliada
chamou a outra, malcriada
ralhou com ela, desaustinada
comporta-te, não sejas aparvalhada

e a outra, já sem saber o que fazer
ali ficou, prostrada, interrogada, amargurada

vá-se lá perceber
destino ingrato
de siamesas desarticuladas


video





Sem comentários:

Enviar um comentário